Contos do Absurdo #1

 

“Há mais coisas entre o Céu e a Terra do que julga sua vã filosofia.”

 

Esta frase, tirada da peça teatral de Sheakespearre, Hamlet, exprime a surpresa do protagonista ao confrontar-se com o relato da espectral aparição de seu pai assassinado. Esta expressão alude também sobre a percepção do sobrenatural, dos fatos obscuros e inexplicáveis que vão além da ciência e da causalidade, apenas vivenciados e nunca totalmente compreendidos, mas que desde a aurora dos tempos habita o inconsciente coletivo.

Comunicações com os mortos, anjos e demônios, seres interplanetários, criaturas sombrias e desconhecidas, poderes ocultos da mente, a eterna batalha entre o bem e o mal. A história das sociedades humanas sempre esteve recheada de relatos desta natureza, muitas vezes amedrontando os supersticiosos, fascinando os míticos, menosprezado pelos céticos, repudiado pelos religiosos, mas jamais ignorado por quem quer fosse...

Lendas e mitos sussurrados na escuridão da noite, a margem da razão, mas intrínsecas na alma humana.

Esta revista trará histórias baseadas em relatos e crenças contados ao longo dos séculos. Obras de ficção inspirados na vida real, abordando temas de terror, suspense, mistério, ufologia e ocultismo, desenvolvida por grandes talentos dos quadrinhos e da literatura.

Neste primeiro número também trazemos uma homenagem especial a um grande mestre do gênero, o desenhista Rodolfo Zalla, com a reedição do conto A dama de Pedra, originalmente publicada na década de 60.

Sejam bem vindos aos Contos do Absurdo. Esperamos que você, leitor, aproveite esta ao máximo fantástica jornada rumo ao bizarro, mas advertimos que quando regressar talvez já não seja mais o mesmo...

 

LEIA >>>

Curta >>>

Divulgue >>>

Participe >>>

 

Mario Mancuso

 

Contos do Absurdo é uma propriedade da PUBLIGIBI e não pode ser utilizado em a expressa autorização dos responsáveis

PUBLIGIBI Rua João Moura, 1088 - (11) 2366-8880