Contos do Absurdo #2

 

A emoção mais antiga e mais forte da humanidade é o medo, e o mais antigo e mais forte de todos os medos é o medo do desconhecido.”

(H.P. Lovecraft)

 

Gostamos de pensar que sabemos de tudo, que temos o controle sobre nossas vidas... Contudo, a sensação de estar no comando é mera ilusão e somos joguetes nas tramas absurdas do destino.

O acaso, o inesperado, o improvável pode a tudo mudar e transformar sonhos de felicidade nos mais terríveis pesadelos. Um momento de paz esconde as portas de um inferno terrível e tenebroso.

O mal existe e a está a espreita, não como um vilão de contos infantis, mas na forma de monstros reais e sedentos, capazes de gelar o sangue dos homens mais corajosos, de alquebrar a alma dos virtuosos, de fazer sucumbir as certezas dos puros.

Em situações limite, a linha entre a sanidade e loucura é tênue e a queda no abismo pode ser infinita e nunca chegar ao fundo.

Sejam bem vindos aos Contos do Absurdo. Esperamos que você, leitor, aproveite esta ao máximo fantástica jornada rumo ao bizarro, mas advertimos que quando regressar talvez já não seja mais o mesmo...

Mario Mancuso

 

LEIA >>>

Curta >>>

Divulgue >>>

Participe >>>

Contos do Absurdo é uma propriedade da PUBLIGIBI e não pode ser utilizado em a expressa autorização dos responsáveis

PUBLIGIBI Rua João Moura, 1088 - (11) 2366-8880